WhatsApp

Rodeio clandestino em Pereira Barreto pôs em risco as vidas de centenas de pessoas - A verdade online

Cidades

14/09/2020 às 18h27 - Atualizada em 14/09/2020 às 18h27

Rodeio clandestino em Pereira Barreto pôs em risco as vidas de centenas de pessoas

Dorivaldo
Andradina - SP
FONTE: Agencia Brasil

Desde as primeiras horas da manhã deste sábado, 12, a redação do JPN – JORNAL PORTAL DE NOTÍCIAS, recebeu várias denúncias feitas por nossos leitores em Pereira Barreto, relatando a ocorrência de um grande Rodeio Clandestino no município em pleno período de pandemia do coronavírus.



Somente na manhã desta segunda-feira, 14, conseguimos entrar em contato com a Vigilância Sanitária do município, que confirmou o evento clandestino que chegou ao conhecimento deles na sexta-feira à noite, através do Disk Denúncia disponibilizado pela Secretaria de Saúde de Pereira Barreto.



DESRESPEITO À VIDA



De acordo com os relatos de nossos leitores, o Rodeio Clandestino começou na noite de sexta-feira passada (11), nos fundos do aterro sanitário de Pereira Barreto, uma área popularmente conhecida pelo apelido de “Lixão”.



Ao receber as denúncias, a equipe de Vigilância Sanitária solicitou reforço policial e se dirigiu ao local onde confirmou a infração cometida por inúmeras pessoas que se aglomeravam ali, apesar dos Decretos Municipais de Enfrentamento ao Coronavírus proibirem expressamente todo e qualquer evento público com várias pessoas.



Além da aglomeração, o uso de máscaras, que também é obrigatório para todos que transitam em área pública ou no comércio, era flagrantemente ignorado pela grande maioria das pessoas.



Apesar da ação rápida e eficiente das autoridades, que identificaram o organizador do evento e o notificaram para interromper o Rodeio, a festa não foi interrompida e a PM não pode obrigar os festeiros a irem embora, já que o efetivo policial disponível era insuficiente e os riscos de uma confusão eram elevados.



Já no sábado, a PM solicitou reforço de outras unidades para impedir que a festa tivesse continuidade, bloqueando a rota de acesso ao “Lixão”. Porém, os festeiros desviaram do bloqueio, criando uma rota alternativa até o local, onde deram continuidade ao rodeio.



CONSEQUÊNCIAS



Para os agentes da Vigilância Sanitária, a ação dos promotores do evento é criminosa, pois além de desrespeitar flagrantemente o Decreto Anti-Covid vigente no município, também colocou em risco a vida de centenas de pessoas que ignoraram completamente as medidas de prevenção contra a doença.



Na manhã desta segunda-feira, a Vigilância Sanitária de Pereira Barreto informou à nossa redação que o promotor do evento foi devidamente identificado e notificado. Ele será multado em valor que ainda será definido por critérios técnicos da própria Vigilância, podendo estes valores serem acrescidos de outras penalidades previstas, por exemplo, no Código de Posturas do Município, e até mesmo as sanções penais cabíveis, já que a festa clandestina se tornou objeto de inquérito policial.



No caso da multa, o valor mínimo que pode ser aplicado por uma infração assim é de R$ 1.250,00. Porém, neste caso, o valor deve ser muito mais elevado, já que o organizador do evento ignorou a notificação recebida e deu continuidade à festa na sexta-feira e, pra piorar, agravou ainda mais a situação na noite seguinte, quando o Rodeio foi mantido novamente, mesmo com a barreira policial existente na estrada de acesso.



IMPORTÂNCIA DO DISK-AGLOMERAÇÃO



Este lamentável episódio ocorrido em Pereira Barreto também coloca em evidência a importância dos serviços disponibilizados pela Secretaria de Saúde e o Comitê de Enfrentamento ao Covid-19, para que os cidadãos conscientes possam denunciar fatos como este ou qualquer outra forma de desrespeito aos Decretos Municipais que visam conter o avanço do coronavírus.



Foi justamente o serviço DISK-AGLOMERAÇÃO (99616-6331), que possibilitou à Vigilância Sanitária agir rapidamente em conjunto com a Polícia Militar. Embora a festa não tenha sido interrompida, os responsáveis pelo evento criminoso foram identificados e serão responsabilizados.



Importante destacar que a Prefeitura garante o total sigilo e anonimato sobre o denunciante. Outro aviso importante é que este número ainda não atende pelo WhatsApp! Porém, a boa notícia, é que você pode ligar mesmo sem ter créditos, já que o número aceita ligações a cobrar.



“Pedimos apenas que os cidadãos sejam conscientes e não apliquem trotes neste serviço tão importante. Cada denúncia falsa, prejudica seriamente o trabalho de nossas equipes e compromete a Saúde Pública de toda a população!”, apela a equipe de Vigilância Sanitária.



QUEM PROMOVEU O EVENTO?



Esta é a pergunta de Um Milhão de Dólares! Nossa reportagem questionou a Vigilância Sanitária sobre o nome do organizador do evento, mas por questões éticas, esta informação não pode ser divulgada.



Porém, como dissemos no início da reportagem, recebemos várias ligações e mensagens sobre o assunto e pelo menos uma delas afirma que o promotor do Rodeio é namorado de uma funcionária do alto escalão da Santa Casa de Misericórdia de Pereira Barreto. Ainda segundo relato recebido pela redação, esta mesma funcionária da Santa Casa estava presente no Rodeio Clandestino, trabalhando como caixa do evento.



Questionada sobre a veracidade desta informação, a Vigilância Sanitária nos informou que não tem conhecimento sobre estes detalhes.



CONTINUAREMOS DE OLHO



Independente de quem sejam os organizadores, o que se espera é que todo o rigor da lei seja aplicado e que os mesmos sejam punidos de forma exemplar. A ação deles sujeitou centenas de pessoas a sérios riscos de infecção, que nos próximos dias pode ser responsável por uma verdadeira explosão de casos positivos da doença no município, podendo superlotar leitos e comprometer até mesmo a delicada posição de toda a região de Araçatuba no Plano São Paulo.



Se o envolvimento de uma funcionária da Santa Casa for confirmado então, a coisa fica ainda mais complicada, já que ela, por atuar na área de Saúde Pública, conhece como ninguém os riscos desta doença e, se mesmo assim ignorou esse fato por ambições financeiras, pode facilmente ser penalizada por deliberadamente sujeitar as pessoas ao risco de morte. E isso é crime previsto em lei.



A redação do JORNAL PORTAL DE NOTÍCIAS continuará acompanhando o desenrolar dos fatos, na expectativa de que as autoridades de saúde, policial e judiciária tornem esta festa num exemplo da seriedade da Justiça.


ESTA MATÉRIA FOI VISTA 80 VEZES

Comentários

Veja também

nenhuma Enquete encontrada!

Publicidade

COC-Sie-Red

Publicidade

unnamed

Publicidade

Aero
gif ok

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados

Portal MD Hospeda