WhatsApp

Casal é preso após disparos de arma de fogo durante discussão - A verdade online

Polí­cia

24/09/2020 às 19h38 - Atualizada em 24/09/2020 às 19h38

Casal é preso após disparos de arma de fogo durante discussão

Dorivaldo
Andradina - SP
FONTE: hoje+

Um construtor de 40 anos e a companheira dele, uma monitora de 43, foram presos na noite de quarta-feira (23) por posse ilegal e disparo de arma de fogo. Com o casal a polícia apreendeu um revólver calibre 32 e na casa onde moram, no Jardim Etemp, foram apreendidos projéteis disparados.



O flagrante foi feito por equipe do Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia), que foi até à residência dos acusados após denúncia de que havia um homem armado na via pública.



O casal foi encontrado na frente da residência, conversando sentado na calçada, e a mulher disse que o companheiro dela estava armado. Ele foi revistado e estava com o revólver no bolso, junto com duas munições.



Ouvido em separado, o construtor disse que discutiu com a companheira dele, que apareceu com a arma, disse que iria matá-lo e disparou contra ele duas vezes, quando ele saía do banheiro.



O investigado disse que não foi atingido e conseguiu segurar a mão dela, que atirou novamente, desta vez para o chão, quase o atingindo.



Negou



A investigada, por sua vez, confirmou a discussão, mas disse que foi o companheiro dela que apareceu com o revólver e tentou matá-la, mas teria errado dos tiros.



A residência foi periciada e foi recolhido um projétil de calibre 32 que estava no banheiro, onde também havia uma marca de disparo no box. Outro projétil foi encontrado no tapete que havia no corredor, em frente ao banheiro, junto com uma marca de tiro.



Os policiais também vistoriaram uma calça do construtor, que estava no banheiro, e apreenderam sete munições calibre 32, quatro delas picotadas e três intactas.



Delegacia



O casal foi levado para a delegacia, onde a mulher reafirmou que o revólver pertence ao companheiro dela. Porém, ela admitiu ter pego a arma no guarda-roupa e efetuado um disparo para cima, sendo desarmada por ele em seguida.



A investigada disse que a discussão teve início porque ela descobriu uma traição por parte dele. A mulher disse ainda que vinha tomando alguns medicamentos desde sábado, mas negou ter tentado matar o companheiro.



Já o construtor continuou negando a propriedade do revólver, apesar de um filho da investigada afirmar que a arma pertence ao padrasto dele. O rapaz disse que estava no quarto durante a briga do casal, por isso não testemunhou os fatos.



Entretanto, contou que já ouviu o casal conversando sobre a arma, que o construtor teria comprado para se defender do ex-companheiro da mãe dele.



Presos



Segundo a polícia, a arma apreendida possui numeração, mas não foi apresentada documentação de porte ou registro.



O investigado continuou negando a posse da arma, alegando que estava com ela apenas por ter desarmado a companheira, que teria colocado as munições no bolso da calça dele para incriminá-lo.



Os dois tiveram material coletado das mãos para exame residuográfico e o delegado que registrou a ocorrência arbitrou fiança de R$ 2.000,00 para ele e de R$ 1.000,00 para ela.



O dinheiro referente às fianças foi apresentado e os investigados responderão pelos crimes em liberdade.


ESTA MATÉRIA FOI VISTA 122 VEZES

Comentários

Veja também

nenhuma Enquete encontrada!

Publicidade

COC-Sie-Red

Publicidade

11c14bc4-404a-4b3e-8834-0ba864cc2a8e

Publicidade

Pilates
gif ok

Publicidade

Publicidade

Publicidade

2020-Brenda

Publicidade

© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados

Portal MD Hospeda