WhatsApp

18997636229

Andradina
CTG paralisa eclusa em Jupiá, frustra passeios em Castilho e procissão em Epitácio - A verdade online

Brasil

04/09/2018 às 13h37 - Atualizada em 04/09/2018 às 13h37

CTG paralisa eclusa em Jupiá, frustra passeios em Castilho e procissão em Epitácio

Dorivaldo
Andradina - SP
FONTE: ::Noroeste Rural.

A China ThreeGorges Corporation, empresa chinesa que comprou a concessão de exploração da Usina de Jupiá (Engenheiro Souza Dias) no rio Paraná, paralisou há quase três meses a passagem de barcos pela hidrovia que liga os extremos norte e sul do percurso de quase 800 quilômetros.



9e206d48_6b98_453b_96b6_37537533710e



Segundo um antigo funcionário da empresa do barco Odisséia, Carlos Rogério, a direção da empresa está em contato com as autoridades brasileiras, mesmo porque é considerável inadmissível que a CTG não mantenha funcionando a eclusa. As desculpas até agora foram: bomba queimada, comporta com defeito e falta de operacionalidade segura.



Nos bastidores, entretanto, parece que a briga é maior. A CTG, que já vem se esquivando dos compromissos ambientais, desativando as estações de piscicultura e viveiro de mudas, parece que não quer se responsabilizar pela navegação embora o contrato de concessão tenha deixado claro esse compromisso.



Vai se observando dessa forma, que a CTG descumpre ou pelo menos não vem atendendo todos os interesses nacionais. A hidrovia é uma das prioridades do próprio projeto de barragens no Brasil, porém os investimentos da companhia chinesa têm sido apenas na geração de e n e r g i a e n a m o d e r n i z a ç ã o.



PROCISSÃO FRUSTRADA



42f96580_aee6_4524_9ce1_d367824535dc



Por conta desta paralização, o Odisséia foi impedido de fazer a eclusagem em Jupiá para passeios previstos no rio Paraná, em Castilho, em agosto passado, mês do aniversário da cidade. A equipe também não pôde chegar a Presidente Epitácio, para a tradicional procissão de Nossa Senhora dos Navegantes.



A frustração dos fieis nesta edição que completa 70 anos só não foi maior porque a Marinha, de última hora, disponibilizou uma embarcação para transportar as imagens durante o préstito religioso entre Epitácio e Bataguassu. Apenas 20 das cerca de 500 pessoas puderam fazer o percurso anual dessa vez. Lamentável.



OUTRO CONTRATO



Atendendo um pedido da reportagem, a Assessoria de Imprensa da CTG enviou a seguinte nota: “ A Lei n.º 13081/2015 estabelece a independência dos serviços de geração de energia elétrica e de eclusagem. Esta lei também prevê que os serviços de operação e manutenção de eclusas devem ser objeto de contrato específico com a União, em separado do contrato de concessão das usinas hidrelétricas”.



“A CTG Brasil está em diálogo com o Departamento N a c i o n a l de I n fr a e s tr u t u r a e Transportes (DNIT), órgão titular da outorga do serviço de navegação, para assinar esse contrato o quanto antes”.



“Nesse momento, a eclusa encontra-se indisponível para operação por motivos técnicos. Operar nessas condições colocaria em risco a segurança das pessoas e embarcações. O DNIT está devidamente comunicado do problema, e outros esclarecimentos podem ser obtidos diretamente com o órgão”.



::Noroeste Rural.


ESTA MATÉRIA FOI VISTA 189 VEZES

Comentários

Veja também

nenhuma Enquete encontrada!

Publicidade

Image and video hosting by TinyPic

Publicidade

Image and video hosting by TinyPic

Publicidade

Image and video hosting by TinyPic

Publicidade

Image and video hosting by TinyPic

Publicidade

Image and video hosting by TinyPic

Publicidade

Publicidade

© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados

Portal MD Hospeda