Eron
WhatsApp

18997636229

Andradina
Prefeito cassado em Valparaíso voltará ao cargo, afirma advogado - A verdade online

Política

27/11/2019 às 08h47 - Atualizada em 27/11/2019 às 08h47

Prefeito cassado em Valparaíso voltará ao cargo, afirma advogado

Dorivaldo
Andradina - SP
FONTE: Hoje+

O prefeito cassado Roni Ferrareze (PV), de Valparaíso (SP) poderá voltar ao cargo. De acordo com o advogado do político, Renato Ribeiro de Almeida, por unanimidade de votos, três desembargadores do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) julgaram o mandado de segurança que anula a decisão da Câmara de Vereadores, que cassou o mandato de Ferrareze, em fevereiro de 2018.



A recondução ao cargo será feita assim que o acórdão com a decisão for publicado em Diário Oficial, o que deve acontecer nos próximos dias. Atualmente, o cargo é ocupado pelo vice-prefeito Lúcio Santo de Lima (MDB).



De acordo com Almeida, o TJ-SP entendeu que a cassação foi ilegal por dois motivos. O primeiro deles, porque o vereador Kleber Lúcio de Lima (MDB), que é filho do vice-prefeito (que assumiu o cargo no lugar de Ferrareze), não poderia ter participado da votação pela cassação, por ser parte interessada.



O segundo motivo é que a prova trazida nos autos, no caso uma gravação, não trouxe prova fonética que comprove que a voz era mesmo de Ferrareze. “O áudio também foi apresentado de forma fragmentada, em oito pedaços, o que impede que se conheça a linearidade da conversa”, explicou o advogado.



Cassação



Ferrareze foi cassado por meio de uma CP (Comissão Processante) da Câmara de Vereadores em fevereiro de 2018, por suposta prática de infração político-administrativa.



A denúncia contra ele foi feita em novembro de 2017, por um ex-secretário da Indústria e Comércio Edson Jardim Rosa. O denunciante apresentou uma gravação feita durante uma suposta conversa que teve com o prefeito, onde teria sido convidado para participar de um esquema para fraudar licitações.



Ferrareze entrou com pedido de mandado de segurança na Justiça local alegando irregularidades na CP. O principal argumento era o voto do vereador Kleber Lúcio de Lima, decisivo na cassação. O pedido não foi aceito, por isso a defesa recorreu ao TJ-SP.



Em janeiro deste ano, a Procuradoria Geral de Justiça do Estado de São Paulo já tinha emitido parecer pelo recebimento do recurso do ex-prefeito contra a sentença de primeira instância.


ESTA MATÉRIA FOI VISTA 309 VEZES

Comentários

Veja também

nenhuma Enquete encontrada!

Publicidade

Publicidade

Publicidade

S-o-Roque-supermercados-SITE

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados

Portal MD Hospeda