WhatsApp

Estudante morre após bater Biz em carro - A verdade online

Polí­cia

04/05/2020 às 10h00 - Atualizada em 04/05/2020 às 10h00

Estudante morre após bater Biz em carro

Dorivaldo
Andradina - SP
FONTE: Hoje+ Araçatuba

O estudante Wesley Alexandre Ferreira da Silva Alonso Dias, 28 anos, morador no bairro Fátima, em Birigui (SP), morreu após bater a Honda Biz que conduzia em um carro na rodovia Senador Teotônio Vilela, mas conhecida como Guatambu, na noite de domingo (3).



Após a colisão, um morador em Araçatuba foi detido por desacatar e tentar agredir policiais militares, alegando que haviam matado o irmão dele. Mais tarde, descobriu-se que ele não era irmão da vítima.



Segundo a polícia, a colisão aconteceu por volta das 22h, no quilômetro 3,3 da estrada, que fica nas imediações de um motel.



Policiais militares rodoviários foram ao local após serem informados do caso e encontraram a motoneta com placa de Araçatuba, caída debaixo de um Ford Fiesta, com placas de Birigui.



Contramão



O condutor do carro, um ajudante de motorista de 54 anos, morador no Country Ville, em Araçatuba, disse à polícia que seguia sentido a Birigui e que a motoneta invadiu a pista contrária, batendo de frente com o carro, sem que houvesse tempo para frear.



Com o impacto, a Biz foi parar debaixo do Fiesta, enquanto o condutor foi lançado por o veículo, caindo no asfalto.



O local foi preservado para a realização de perícia, mas o corpo foi removido do asfalto para evitar outro acidente. O motorista do Fiesta e a passageira do carro não se feriram. Ele fez o teste do bafômetro, que deu negativo para ingestão de álcool.



Agressões



Enquanto os policiais aguardavam funcionários da empresa funerária São Judas Tadeu remover o corpo, chegou ao local um homem de 34 anos, morador no bairro Nova Iorque, em Araçatuba. Segundo a polícia, ele estava bastante exaltado, se apresentou como irmão de Wesley.



Ele perguntou quem teria matado o irmão dele e ao ser informado que o estudante havia invadido a pista contrária, provocando a colisão, quis saber quem era o condutor do veículo e tentou agredi-lo, dizendo que iria matá-lo.



Além disso, ele desferiu um soco contra um dos policiais, só não o atingindo porque outro policial o segurou por trás e os dois caíram no chão.



Algemado



Como o ajudante continuava exaltado, ele teve que ser algemado e colocado na viatura até que o corpo fosse removido e levado para o IML (Instituto Médico Legal) para exame necroscópico.



O investigado foi levado para o plantão policial de Birigui, onde constatou-se que na verdade ele não era irmão da vítima, mas sim um amigo.



O ajudante será indiciado por ameaça, desacato, resistência e lesão corporal. Após ser ouvido, ele foi liberado.


ESTA MATÉRIA FOI VISTA 706 VEZES

Comentários

Veja também

VOCÊ ACHA QUE JÁ CHEGOU A HORA DE REABRIR O COMÉRCIO?

SIM (65.2%)
NÃO (34.8%)

Publicidade

COC-Sie-Red

Publicidade

Curta-jornal-A-VERDADE-Site

Publicidade

Massagem
gif ok

Publicidade

Publicidade

Publicidade

2020-Brenda

Publicidade

© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados

Portal MD Hospeda