WhatsApp

Mãe e filho morrem em capotamento voltando de velório - A verdade online

Cidades

04/08/2020 às 09h33 - Atualizada em 04/08/2020 às 09h33

Mãe e filho morrem em capotamento voltando de velório

Dorivaldo
Andradina - SP
FONTE: Hoje+ Araçatuba

A calçadista Nilza Maria de Santana, 37 anos, e o filho dela, Luan Santana, 7, moradores em Birigui (SP), morreram após o carro em que eles estavam capotar na rodovia Arlindo Betio (SP-613), no município de Rosana, região de Presidente Prudente.



O caso aconteceu na tarde de domingo (2) e carro era conduzido pelo marido de Nilza e pai da criança, que teria cochilado ao volante, provocando o capotamento. Outro fiho do casal, de 1 ano, também ficou ferido.



As vítimas estavam em um Toyota Corolla com placas de Birigui, conduzido pelo montador de 43 anos. A família retornava de um velório na cidade de Rosana.



Segundo a polícia, por volta das 14h, ao passar pelo quilômetro 72,5 da estrada, o condutor teria cochilado ao volante. Descontrolado, o veículo bateu contra um barranco, capotou e caiu em uma ribanceira de aproximadamente 1,5 metro, à margem da rodovia.



Equipes de resgate do Corpo de Bombeiros foram acionadas e constataram a morte de Nilza no local.



CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE





Feridos



Os demais ocupantes do carro, inclusive o condutor, foram levados para o Hospital Regional de Primavera. Luan foi socorrido com ferimentos gravíssimos, segundo a polícia e o avô dele e pai de Nilza, um agricultor de 78 anos, também teve ferimentos graves.



O condutor do carro foi socorrido com lesões graves, mas o estado de saúde era considerado estável, segundo o boletim de ocorrência, enquanto o bebê de 1 ano teve ferimentos leves, mas foi mantido em observação.



O local foi preservado pela Polícia Militar Rodoviária e equipe do Instituto de Criminalística realizou perícia. O condutor do Corolla não fez o teste do bafômetro, devido à necessidade urgente de socorro.



Morreu



Por volta das 22h, uma prima de Luan esteve na delegacia de Rosana para registrar o boletim de ocorrência comunicando a morte dele.



Ela contou que o menino havia sido transferido com urgência para o hospital da cidade e, apesar do atendimento médico, não resistiu aos ferimentos. Na ocasião, o pai do menino permanecia internado.



Os corpos de Nilza e de Luan passaram por exame necroscópico no IML (Instituto Médico Legal) antes de serem liberados para velório e enterro.  


ESTA MATÉRIA FOI VISTA 430 VEZES

Comentários

Veja também

nenhuma Enquete encontrada!

Publicidade

COC-Sie-Red

Publicidade

unnamed

Publicidade

Massagem
gif ok

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados

Portal MD Hospeda